Make your own free website on Tripod.com
P R I S M A S     N O     C É U
 
 

Esta página é dedicada aos frequentes e espectaculares fenómenos

de cor e beleza que por vezes são vistos no céu.
                            Desde uma variedade de arco-iris, halos, coroas, nuvens noctilucentes
e entardeceres e amanheceres, que fazem parte da "Optica Atmosférica ", a qual na realidade
é uma consequência da luz solar ao incidir no ar, àgua ou gelo.

                               ARCO-IRIS E OUTROS ARCOS

                              Quando um Sol baixo ilumina pelas nossas costas uma chuvada,
deverá aparecer no céu um arco circular de 42º na direcção da sombra da nossa cabeça.
A sombra marca o ponto anti-solar, a direcção oposta ao Sol.
                               Quanto mais baixo estiver o Sol, mais alto estará o arco-iris,
sendo comprido e grande.Aparecem mais ao entardecer ou amanhecer.
                               Se o Sol estiver mais alto do que 42º acima do horizonte,
o arco-iris principal estará totalmente abaixo do horizonte e, so poderá ser visível
se houver bastantes gotas de àgua entre o olho do observador e o solo.
                               O lado de dentro do arco-iris principal ou primário é sempre
violeta e, o lado de fora vermelho.
                               Quando o primário é distinto é observado um secundário que
aparece a 10º mais afastado do ponto antisolar e duas vezes mais largo com as cores
invertidas: vermelho para dentro,  violeta para fora.
                               Os arco-iris são causados porque a luz solar é refractada e
reflectida dentro de gotas de àgua esféricas "lentes de àgua".
                               O arco-iris primário têm uma reflecção interna na gota e, o
secundário é reflectido duas vezes.
 
 

                                                                 H  A L O S


                O mais  famoso Halo é o "Anel" ao redor do Sol e da Lua. É o halo 22º,
chamado assim pelo seu raio e, é o mais frequente e o mais brilhante na observação.
                Mais fraco e mais raro é o halo 46º.
                Ha muitos fenómenos ligados ao 22º.
                O mais comum tem uma cor viva- vermelho no seu fino bordo interno e,
branco azulado no seu bordo externo mais difuso.
                Uma observação comum do halo 22º é o Parhelion ou sun-dogs, muitas
vezes apelidados de falsos sois.
                São brilhantes farrapos de luz a mesma altitude do Sol, mas a 22º de cada
lado do mesmo.
                Podem ser observados mesmo que não se veja a totalidade do halo 22º.
                São observadas várias cores do arco-iris, mas aqui a reflecção não é
em gotas de àgua mas sim em cristais de gêlo.