Make your own free website on Tripod.com
 

A minha cúpula geodésica teve como base o artigo Geodesic Domes for Amateur Observers, pag 90 do S&T October 1994 e corresponde as especificações do Dodecahedron.

Fiz em primeiro lugar um modelo em cartolina .Este modelo permitiu escolher a melhor maneira de a montar e, também decidir que para o meu caso o que tinha interesse era a construção da parte inferior do domo

Pensei inicialmente utilizar o contraplacado marítimo como o descrito no Sky. Era mais pesado, mais caro e menos duradouro. Falei com o Garcia e, aconselhou-me a utilizar chapa zincor que era o que tinha utilizado no seu observatório.
Na sua construção utilizei 10 chapas zincor de 0,8 mm. A parede lateral é constituída por 18 triângulos isósceles e 12 meios triângulos isósceles (rectângulos) , o topo por um hexágono de 6 triângulos.

Foram construídos inicialmente seis módulos de 3 triângulos completos e dois meios. Para a unir as faces foram utilizadas barras de alumínio de 20 x 4 mm de ambos os lados com perfuração prévia, em seguida foi feita idêntica perfuração nos bordos das chapas. Finalmente após aplicação de silicone rebitaram-se as peças. Na união dos módulos foram utilizadas barras de alumínio de 40 x 4 mm. No tampo foi utilizado o mesmo processo.
A montagem de teste foi feita no solo, bem como a secção da abertura para observação com 570 mm. 
 

Posteriormente foram montadas os 6 módulos um a um ligados no local definitivo.

Tiveram que mandar fazer dois aros com 2.47 mais ou menos , um inferior de calha em U e um superior em L. O primeiro para servir de guia

Aos rodízios (6) e o segundo para apoiar a cúpula nos mesmos . Esta foi a parte mais difícil , porque a calandra que havia em Portimão estava avariada e levou tempo a reparar.

Os rodízios que arranjei tinham rodas de borracha e não aguentavam o atrito e o peso. La consegui que um que torneiro amigo me torneasse umas e celuron.

Toda a estrutura quer internamente quer externamente levou uma pintura com um primário anti-ferrugem o Colorex S e seguidamente as tintas normais para exteriores.

Posteriormente apareceu um problema que levou tempo a resolver, que era a água que se condensava no interior do domo (tecto) devido ao arrefecimento exterior especialmente durante a noite, chegando a pingar bastante. Tentei um exaustor e uma ventoinha mas pouco efeito teve.
Finalmente a solução milagrosa: um desumidificador no dry e trabalhando de meio da noite até de manhã.

Quanto às dimensões:

Diâmetro interior na base da cúpula 2,60 m

Altura do centro a plataforma = 1,75 m

Dimensões do terraço em que se encontra a instalação: 2,40 X 2,O

X 3,O m.

Plataforma de madeira a 1,3 m de altura com 2 X 2,10 m.

Pilar de ferro oco de 11 cm de diâmetro com 156 cm de comprimento que serve de suporte ao LX 50 , fixo ao solo com 4 parafusos de bucha.

Mais algumas imagens sobre a contrução :
 

 
 
 
 
 
 

      Instrumentos e Acessórios do Observatório